Mais um tornado em Santa Catarina.

Estão virando rotina as grandes tempestades que varrem o Estado de Santa Catarina. Algumas delas têm força avassaladora. No último sábado, um tornado se formou próximo à cidade de Tubarão, causando estragos significativos por onde passou (foto ao lado). As tempestades de verão têm sua origem através da formação das nuvens denominadas cúmulo-nimbos, os temidos CB's, na linguagem do vôo. Acontecem com mais freqüência em Santa Catarina durante os meses de janeiro e fevereiro, quando a conjunção de altas temperaturas e umidade do mar criam uma perigosa combinação, que em alguns casos chega a evoluir ao nível de tornado, dependendo do relevo da região e dos ventos atuantes. Para os praticantes do vôo livre a formação de tempestades são um perigoso ingrediente para a prática do vôo, pois se formam de maneira rápida e de certa forma até mesmo imprevisíveis para os mais desatentos. Atenção e cuidado são imprescindíveis, afinal de contas, com a natureza não se brinca. Felizmente apenas uma vez me vi em situação de perigo em vôo devido à formação de um CB. Foi ainda quando era novinho em Brasília. O dia estava espetacular, já tinha realizado um bom vôo e me encaminhava para o pouso quando avistei uma pequena coluna de fumaça que subia completamente na vertical, carregando consigo folhas secas e sacos plásticos. Resolvi então dar uma "esticadinha" no vôo, acelerei o brinquedo e fui direto na sua direção. Não deu outra, antes de chegar no miolo já estava subindo com tudo, fui dos 100 aos 800 metros com muita rapidez, só não percebi que o céu tinha escurecido em cima de mim. Daí para frente, foi aquilo. Um pequeno CB se formou, mais uma vez marcha no talo, barra na cintura e uma adrenalina louca para fugir do problema, felizmente deu tudo certo, apesar de ter pego muita chuva até pousar e de ter levado muito sacode na tirada estratégica. No final pouso são e salvo. Naquele dia a inexperiência falou mais alto, não posso nem dizer que foi irresponsabilidade, pois não sabia dos perigos envolvidos, agora já sei e passo longe deles, para continuar voando por muito e muito tempo ainda.

Um comentário:

Ivan disse...

Sorry. Look please here